quinta-feira, 20 de dezembro de 2012

Alho Francês à Braz

Por vezes estamos em casa ... sem fazer nada ... não apetece mexer ... mas apetece comer ...
Uma receita super fácil chama-se Alho Francês à Braz pois leva poucos ingredientes, faz-se em muito pouco tempo e é super saboroso ... vá experimentem (hihihihihihi)

Para preparar o "Alho Francês à Braz" precisa de:

- Azeite | 2 fios de azeite
- Louro | 2 folhas de louro
- Alho | 2 dentes de alho picado
- Coentros em Pó | 1 colher de chá de coentros em pó
- Alho Francês | 1 alho francês inteiro, lavado e cortado às rodelas
- Batata Palha | 1 pacote pequeno de batata palha
- Ovos | 2 ovos
- Sal e Pimenta q.b.
- Coentros Frescos | um molhinho de coentros picados
- Azeitonas Pretas (opcional)

Num tacho coloque os fios de azeite a aquecer com as folhas de louro e o alho picado, não deixando queimar, de seguida junte o alho francês, misture e tape o tacho deixando os ingredientes suar.
Quando o alho francês estiver já amolecido pode temperar com sal e pimenta, mas tenha cuidado com o sal pois já a seguir vai juntar a batata palha que já vem com sal adicionado. Depois de colocar a batata palha e misturar tudo, junte os ovos e mexa bem para incorporar tudo muito bem e assim que o ovo estiver do seu agrado desligue, junte os coentros picados, sirva e disponha por cima umas azeitonas pretas. Complemente esta receita com uma salada à sua escolha, eu fiz uma só de tomate e cebola com sementes de girasol. Bom Apetite :)


sexta-feira, 14 de dezembro de 2012

Breakfast #1

De vez em quando  gostamos de sair de manhã e ir tomar o pequeno-almoço por aí, tentando descobrir sítios diferentes, com ofertas diferentes, mas também sítios onde o pão seja muito bom e recomendado ... Hoje falo-vos de um sítio onde vamos ao pequeno almoço, mas que também pode ser apreciado ao lanche.
O "Careca" fica na Pastelaria Restelo e é muito conhecida pelos seus Croissants de manteiga DELICIOSOS  (hummmmm...)
Eu prefiro-os sem nada pois a massa é mesmo muito boa e acompanhado de um Abatanado ainda melhor. Portanto fica aqui a minha recomendação a quem não experimentou ... vá experimentar :)

quinta-feira, 6 de dezembro de 2012

D.I.Y. - Vasos de Natureza Morta

Hoje apresento-vos uma nova rubrica deste blog, o D.I.Y. (faça você mesma) e portanto como o nome indica são coisas feitas por nós para dar um ar mais acolhedor à nossa casinha.
A primeira a entrar aqui será os Vasos de Natureza Morta que aproveitá-mos para decorar uma zona da instalação sanitária que teve um mau acabamento por parte do empreiteiro que ficou com esta obra.
Conto-vos uma breve história da construção da nossa casinha: Tive a sorte de poder comprar esta casa e remodelá-la ao meu gosto. Tenho como profissão a arquitectura e portanto sou um bocado picuinhas em relação aos acabamentos e pormenores em tudo o que vejo (por vezes é bom mas noutras chega a ser cansativo).
Quando fiz o projecto das alterações creio ter sido explicita em algumas coisas, mas nem tudo correu como queria (como acontece sempre) e devido na altura ter tido pouco tempo para me deslocar à obra, houveram coisas que não correram como eu queria, mas nem tudo é como queremos não é?
Mas o pior de tudo é as coisas que foram MAL feitas e que não quiseram remediar, a relação com o empreiteiro não foi a melhor e a falta de compreensão de diálogo também não ... resumindo - muita coisa com péssimo acabamento e falta de brio no trabalho!
A instalação sanitária até ficou com o desenho que queria mas faltou-lhe os equipamentos que pedi e acabamentos correctos. Neste caso a parede separadora da banheira com a zona do lavatório ficou sem acabamento na parte de cima (coisa que hei-de finalizar um dia). Depois de pensarmos em colocar flores naturais, como fetos que gostam de humidade, optámos por usar e reciclar materiais que tínhamos em casa. Nas varandas forramos as guardas com palhinha para que os gatitos pudessem ir para lá apanhar solinho e eu não morrer de medo que eles caíssem, como sobrou um pouco fizemos os vasinhos de natureza morta.

Materiais usados:
- Vasos coloridos (ou à sua escolha)
- Esponja de Florista
- Palhinhas ou canas

Neste caso foi super simples, é montar tudo e voilá!!!


espero que gostem desta nova rubrica :)

sábado, 1 de dezembro de 2012

É Natal é natal ... tralálálálá ...

Estamos oficialmente em época Natalícia :)


O nosso presépio recebe todos os anos uma personagem nova ... este ano recebemos a visita da Polvinha Pink !

quinta-feira, 22 de novembro de 2012

Thanksgiving Day #1

Todos vós já devem fazer uma ideia do que é o "Thanksgiving Day", mas para tagarelar um pouco com vocês vou debitar informação por mim recordada e também googlada.

É um feriado americano principalmente, mas que também é comemorado pelos canadianos. Os primeiros, na América celebram sempre na 4ª Quinta-feira de Novembro e o Canadá na 2ª Segunda-feira de Outubro.
Nasceu do agradecimento que os colonos fizeram após várias más colheitas, mas é actualmente comemorado demonstrando gratidão pelos acontecimentos ao longo desse ano, seja a Deus ou ao que acredita.
A tradição fala de um jantar em que se junta os familiares e amigos em torno de uma mesa e partilham a refeição.

Não sou americana nem raízes de lá trago (penso eu) mas sempre gostei do significado e intenção desta celebração e daí, desde este ano, cá em casa vamos instituí-lo como "nosso" também.

Dou graças por ter a família que tenho, por ter reencontrado o AMOR (antes pensado nunca mais sentir), um lar que tem a "nossa" cara e os amigos que ainda perduram :)

Happy Thanksgiving Day !!!

Para fazer o "Risotto de Abóbora com Noz" precisa de:

- Arroz Arbóreo | 1 chávena (para duas pessoas)
- Abóbora | 200gr de abóbora cortada aos cubos e previamente cozida com sal
- Azeite | 2 colheres de sopa de azeite
- Cebola | 1 cebola média picada fininho
- Alho | 2 dente de alho picado fininho
- Caldo de Abóbora | o suficiente para cozer o risotto
- Sal e Pimenta q.b.
- Noz Moscada q.b.
- Nozes q.b.
- Queijo Parmesão ralado q.b.

Num tacho alto coloque a abóbora a cozer em água com sal. Depois de cozida, faça da abóbora em puré e reserve a água para cozer o risotto.
Numa frigideira alta refogue a cebola e o alho em azeite, de seguida junte o arroz e deixe alourar um bocado. Adicione o puré de abóbora, tempere com o sal, a pimenta e a noz moscada e misture bem, vá colocando caldo da cozedura da abóbora aos poucos até que o arroz coza mas não o deixe passar do ponto, vá provando enquanto o prepara. Desligue o lume e junte as nozes, sirva com queijo parmesão ralado e Feliz dia de Acção de Graças.
Eu acompanhei com uma entrada de Queijo Camembert derretido no forno com um fio de azeite e cebolinho picado :D


terça-feira, 6 de novembro de 2012

Um Livro e uma Salada

Acho que já aqui disse, mas não me canso de o dizer e portanto ... A minha família é tudo para mim e a vóvó sabendo que a neta anda toda Go Natural, ofereceu um livro só de saladas para me entreter a cozinhar. Assim sendo este foi o primeiro resultado da primeira receita reproduzida deste Livro: Super-Saladas - Cozinha Deliciosa e Saudável da Selecção do Reader's Digest.


Para fazer a "Salada de Maçã e Funcho com molho de Queijo" precisa de:

Salada
- Avelãs | 30gr de avelãs
- Funcho | 1/2 bolbo de funcho em rodelas finas
- Maçãs Vermelhas | 2 maçãs  fatiadas sem o centro das sementes
- Alface Frisada | 100gr de alface frisada em pedaços grandes
- Alface Roxa | 100gr de alface roxa em pedaços grandes
- Cebolinho q.b. picado

Molho de Queijo
- Queijo de Cabra Curado | 60gr de queijo de cabra curado esfarelado
- Água Morna | 2 colheres de sopa de água morna
- Iogurte Natural | 6 colheres de iogurte natual
- Pimenta q.b.

Comece por preparar o molho de queijo, o original da receita leva queijo-azul (que eu não gosto nada) mas que substituí por queijo de cabra curado. Coloque o queijo esfarelado numa tigela, junte a água morna e esmague com as costas da colher para ir envolvendo os ingredientes até formar uma pasta mole. Misture com o iogurte de forma a obter um molho mais espesso e homogéneo, tempere com pimenta a gosto e reserve.
Aqueça uma frigideira anti-aderente em lume médio, coloque as avelã e torre por cerca de 2 minutos ou até começar a libertar o aroma, mexendo com frequência. Quando estiver pronto deite-as num pano de cozinha limpo e esfregue-as para retirar a pele. Por fim pique-as grosseiramente.
Numa taça misture as alfaces (são o meu substituto para as endívias e chicória que não arranjei no momento) e o funcho com o molho de queijo. Junte as maçãs fatiadas em gomos finos e misture bem, por fim adicione as avelãs voltando a envolver tudo muito bem.
Num prato fundo sirva uma porção da salada e polvilhe com cebolinho picado. Bom Apetite :)

quarta-feira, 26 de setembro de 2012

Sopa de Beldroegas ...

... Quando o titulo devia ser mesmo : Mercado Bilológico #3

Estou bastante irritada com o facto de não fazer o post que queria pois Sábado, foi dia de Mercado Biológico, desta vez visitámos o de Loures e claro está voltámos ao que mais gostamos ... no Príncipe Real, onde podemos encontrar muito mais variedade de alimentos.
Estou chateada pois fiz umas comprinhas boas, das quais tirei as ditas fotos e confeccionei uma receita nova que adorava colocar aqui para vocês, mas não vai acontecer ... :(
Depois de tirar as fotos e cozinhar com amor para o amor, as fotos não ficaram ... simplesmente ficou em branco. Não tenho uma máquina fotográfica pois a minha "estragou-se" (ainda por descobrir como, mas tendo uma ligeira ideia), então todas estas fotos que vêem aqui no blog, são tiradas com o meu telemóvel e como decidiu dar o berro às minhas fotos, hoje não vos trago uma receita com flores de courgette muito boa ... Oh God ... raio de chatice a minha ... rlkvi%eru$$gurn+sjs .... para não dizer pior!!!

Para casa trouxemos: Beldroegas, Acelgas, Escarola, Pimentos Padrão, Amoras, Flores de Courgette, Manjericão e Ruibarbo.

Para hoje deixo-vos então a "Sopa de Beldroegas" e para a fazer precisa de:
(Esta receita foi adaptada do livro de receitas "Cozinhar com Vegetais" de Maria de Lurdes Modesto)

- Azeite | 2 colheres de sopa de azeite
- Cebola | 1 cebola grande cortada em cubos
- Alho | 5 dentes de alho picado
- Beldroegas | 1 molho de beldroegas lavadas só com os caules mais tenros e as folhas boas
- Água | 1,5 litros de água quente
- Batata Doce | 250gr de batata doce descascadas e cortada às rodelas
- Flor de Sal q.b.
- Ovos | 1 ovo por pessoa
- Queijo de Cabra | 1 queijo de cabra cortado em pedaços
- Pão de Sementes | 1 fatia de pão por prato

Num tacho alto coloque o azeite a aquecer e refogue a cebola com o alho, deixe assim por uns minutinhos e junte as beldroegas envolvendo tudo muito bem. De seguida adicione a água e tempere com a flor de sal, vá colocando as batatas doces às rodelas. Tape a sopa com uma tampa e deixe cozinhar até as batatas estarem cozidas, mais ou menos 25 minutos. Prove de tempero e coloque os ovos a escalfar uma a um para não se misturarem. Depois de os ovos estarem do seu agrado desligue e sirva. Num prato fundo coloque a fatia de pão de sementes, por cima uns cubos de queijo de cabra e para finalizar cubra com a sopa e o ovo. Se gostar pode colocar pimenta preta acabada de moer por cima do ovo.


Esta receita pode ser feita desta maneira ou ser finalizada no forno, em que num pirex individual coloca a fatia de pão de sementes, por cima os cubos de queijo de cabra, cubra com a sopa de beldroegas e no final deite um ovo cru e leve ao forno até o ovo estar cozido.

Eu, gulosa que sou, experimentei das duas maneira (em dias diferentes) hihihihihi

segunda-feira, 24 de setembro de 2012

Visita ao lar dos Templários

Quinta-feira passada decidi fazer surpresa ao princeso e levá-lo a ver dois sítios que ele queria muito conhecer e ainda não tinha tido a oportunidade para tal, somos um casal que gosta de história, simbolismos e mistérios, então que tal uma visita ao mundo encantado do Castelo de Almourol e do Convento de Cristo?
Com isto na quarta-feira pus mãos à obra e toca de fazer a comidinha do piquenique, claro está mais uma quiche, muito simples e pratico para estes eventos, o princeso fez um suminho delicioso de melão e hortelã.

(o Castelo de Almourol tem uma entrada de 2euros e uma viagem de barquinho bastante "refrescante" hihihi)

(o Convento de Cristo pede para a sua manutenção 6euros e é grátis aos Domingos até às 14h00m ... toca a aproveitar)

(Tomar é dita como uma cidade Templária por ter acolhido a Ordem Militar do Templo e de Cristo, a cidade foi fundada por D. Gualdim Pais em 1160)

Para fazer a "Quiche Templária" precisa de:

Massa Quebrada | 1 pacote de massa quebrada
Azeite | 2 colheres de sopa de azeite
- Cebola Roxa | 2 cebolas roxas fatiadas
Alho | 2 dentes de alho picado
Louro | 1 folha de louro partida ao meio
- Sementes de Mostarda Preta | 1 colher de chá de sementes de mostarda
- Mel | 1 colher de chá de mel
Vinagre Balsâmico | 2 colheres de sopa de vinagre balsâmico
- Sal e Pimenta q.b.
- Nozes | 1 mão cheia de miolo de noz
Ovos | 3 ovos
Requeijão | 1 pacote de requeijão
Sal e Pimenta q.b.
Noz Moscada | 1 colher de chá de noz moscada moída
Queijo Mozzarella Ralado | 1 pacote de queijo mozzarella ralado
Oregãos q.b.

Numa frigideira coloque ao lume o azeite, a cebola roxa, o alho picado, o louro e as sementes de mostarda, deixe refogar por uns minutos até a cebola suavizar, de seguida adicione o mel, o vinagre balsâmico e tempere com sal e pimenta, deixe reduzir um pouco até caramelizar, prove e desligue. Retire o louro do preparado e deite fora.
Numa forma redonda coloque a massa quebrada com o papel vegetal que ela própria traz e corte somente as pontas, pique com um garfo a massa e deixe repousar.
Ligue o forno a 180º.
Numa taça coloque os ovos, o requeijão e tempere com sal, pimenta e a noz moscada, misture tudo com uma batedeira até ficar uma mistura homogénea.
Coloque sobre a massa o preparado de cebola, junte as nozes e por fim o preparado dos ovos, por cima deite o queijo mozzarella e polvilhe com oregãos.
Leve ao forno por mais ou menos 30 minutos até gratinar o queijo. Sirva com amor e bom apetite ;)

sexta-feira, 14 de setembro de 2012

Miminho de Amiga

Digam lá que não são visualmente deliciosos??? Posso dizer que são Visualmente e Gustativamente (se tal palavra existir) suculentos, saborosos e de lamber os beiços ... visitem a artista em http://deliciososbolinhos.blogspot.pt/


Obrigada Carlita :D

Salada de Cavala

Tenho um hábito que se calhar não devia de estar a divulgar por aqui ... mas é verdade, nós gostamos de passar algum tempo a fazer isto hihihihihihi.

Então de manhã, eu e o princeso se não temos nenhum programinha mais interessante para fazer, por vezes vamos à fnac (o meu pecado capital) e vamos para o FnacCafé tomar um cafézinho, comer um pastel de nata e ler livros ... claro está que aqui a menina não se restringe só a ler, mas também a fotografar as receitas que lhe saltam aos olhos ... mas enfim se eu pudesse comprava-os a todos, mas infelizmente não combina com o meu porta-moedas, então ... façam o que eu digo e não façam o que eu faço : Meninos e Meninas, não façam isto em "Casa"! hahahahahaha
Então um dia folheei este livro, ao qual vos digo que é muito interessante, e "emprestadei" esta receita que fica muito fresca e leve para os dias de mais calor.

Para fazer a "Salada de Cavala" precisa de: (o nome original da receita é Cavala com Oregãos)

- Cavala em Conserva | 2 latas de cavala em conserva inteiras
- Batatas | 200gr de batatas descascadas e cortadas aos cubos
- Azeite Virgem q.b.
- Oregãos de Rama secos q.b.
- Sal Grosso q.b.

Num tacho com água a ferver, um ramo de oregãos e com um pouco de sal, coza as batatas. Abra as latas de conserva de cavalas e tire-lhe as espinhas deixando a cavala em lascas. Numa frigideira junte o azeite, as batatas e a cavala salteando por uns minutos. Coloque numa terrina, regue com um pouco mais de azeite e polvilhe com oregãos. Sirva com um sorriso na cara :)

Bom Apetite !!!

segunda-feira, 10 de setembro de 2012

Visita dos Crazys

Já prometia um convite aos Crazys à muito tempo, mas sendo eu uma "Chata" no que toca a receber os amigos em casa, pois tenho que ter sempre tudo perfeito, sem erros, ou seja, fico um dia inteiro a preparar um jantar com tudo o que acho que faz falta, então como este mês a coisa anda um pouquinho de nada melhor, decidimos não adiar mais esta reunião.
Já à um ano e uns meses que fiz a escritura deste meu palácio e eles nunca cá aterraram e portanto este sábado foi dia da Visita dos Crazys ao lar das "árvores".
Claro que na minha ignorância e vontade de deixar os convidados de barriga cheia, decidi fazer uma receita não vegetariana para não haver barrigas roncantes, qual a minha surpresa quando vi estampado na carinha deles a tristeza pois queriam vir comer uma das minhas comidas ditas "esquisitas" ... mas vá, sempre tinha o meu toque de não carnívora na receita.
Então para além de uma entrada de queijinhos com broa d'Avintes e Nachos com paté de atum, o menu continha o famoso "Bacalhau com Natas da minha querida I." que alterei um pouquinho e a tornei minha (à muitos muitos anos) intitulando-a de "Bacalhau com Queijo".

Aproveitei a ocasião para fazer um suporte de vela natural e com cheirinho adicional. O Facebook pode ser muita coisa, mas para além disso também serve para partilhar experiências, a minha mãe partilhou comigo como fazer uma vela artesanal com laranja e cravos da índia ... DONE!!!

Para fazer o "Bacalhau com Queijo" precisa de:

- Azeite | 2 colheres de sopa de azeite
- Cebola | 2 cebolas médias/grandes picadas
- Alho | 2 dentes de alho picado
- Louro | 2 folhas de louro
- Bacalhau | 1 pacote de bacalhau desfiado
- Cenoura | 2 cenouras raladas
- Batatas | 7 batatas médias descascadas, cortadas em rodelas e fritas
- Creme de Soja | 2 pacotes de creme de soja
- Sal e Pimenta q.b.
- Noz Moscada | 1 colher de chá de noz moscada ralada
Queijo Mozzarella | 2 pacotes de queijo mozzarella
- Mostarda de Dijon | 1 colher de chá de mostarda de dijon
- Oregãos q.b.

Ligue o forno a 180º.
Frite as batatas e num pirex grande coloque umas quantas batatas no fundo e reserve as restantes.
Num tacho grande coloque o azeite a aquecer e refogue a cebola, os alhos e as folhas de louro, de seguida adicione o bacalhau, a cenoura e tempere com sal e pimenta, tape e deixe cozinhar por uns minutos, quando estiver do seu agrado desligue.
Num tachinho pequeno coloque o creme de soja e deixe aquecer juntando a mostarda, sal, pimenta e noz moscada, quando ferver junte um pacote de queijo mozzarela e mexa até este derreter tornando-se num creme.
No preparado do bacalhau junte as batatas fritas e o molho de queijo, misture tudo e coloque no pirex, finalize com o outro pacote de queijo mozzarella e polvilhe com oregãos. Leve ao forno por mais ou menos 30 minutos ou até ficar gratinado.
Sirva com uma salada de maça para cortar um pouco o cremoso do bacalhau.


Espero que tenham gostado ...
(como no dia não deu para tirar as ditas fotos aos pratos, estas são do dia seguinte)

sexta-feira, 7 de setembro de 2012

Cremoso de Tofu e Cogumelos com Polenta

À muito que andava com vontade de provar um acompanhamento de origem Italiana e claro está ... fazer a famosa Polenta. Muitas receitas li e pesquisei, e pela sua consistência sempre me pareceu muito com um acompanhamento que se faz em Angola e portanto na casa dos meus pais (sendo eles angolanos e com raízes muito fortes da sua terra amada) o tal do Pirão, mas sim existem diferenças, o pirão é feito com farinha de milho fina, não granulada, pelo que na polenta a farinha é granulada, isto trás um resultado final muito diferente ao prato e óbvio, a sua confecção requer outra técnica.
Mas muito também se poderia dizer do Pirão Africano, pois existe este que falei com farinha de milho e o feito com farinha de mandioca (funge). Pessoalmente eu não gosto deste último e até poucos anos também não era apreciadora do pirão amarelo (farinha de milho), mas hoje em dia como e com satisfação (desde que não seja com moamba).
Passo a explicar que sou uma alentejana, filha de angolanos e que não gosta nada de óleo de palma ...
Já me coloquei à deriva do que realmente vim aqui escrever ... a Polenta! Antigamente considerada a comida dos pobres, hoje é feita de várias maneiras e em cozinhas ditas Gourmet.

Para fazer o "Cremoso de Tofu e Cogumelos com Polenta" precisa de:

- Azeite | 2 colheres de sopa de azeite
- Chalotas | 2 chalotas picadas
- Alho | 1 dente de alho picado
- Coentros em pó | 1 colher de chá de coentros em pó
- Tofu | 250gr de tofu cortado em cubos
- Mostarda de Dijon | 1 colher de chá de mostarda de dijon
- Mel | 1 colher de chá de mel
- Vinagre Balsâmico | 1 colher de sopa de vinagre balsâmico
- Cogumelos | 100gr de cogumelos frescos laminados
- Sal e Pimenta a q.b.
- Creme de Soja | 1 pacote de creme de soja
- Água | 500ml de água com sal a ferver
- Polenta | 125gr de polenta
- Queijo Cheddar ralado | 1 chávena de queijo cheddar ralado
- Azeite q.b.

Num tacho coloque a água com sal a ferver, assim que esteja no ponto vá adicionando a polenta aos pouco sempre mexendo para que não pegue e não crie bolinhas desagradáveis. Deixe cozer por uns 3 minutos e depois adicione o queijo ralado, prove pois pode precisar de mais tempero e por último junte um fio de azeite. Desligue e reserve.
Numa frigideira coloque o azeite ao lume e refogue as chalotas com o alho e os coentros em pó. Assim que estiver pronto junte o tofu e deixe fritar por uns minutos, de seguida pode adicionar a mostarda, o mel e o vinagre balsâmico, deixe os temperos misturar-se um pouco e pode juntar os cogumelos, saltei-os e tempere com sal e pimenta. Por último junte o creme de soja e envolva tudo, quando começar a borbulhar é hora de servir.
Eu juntei ao prato uma salada de tomate para refrescar a refeição.


Bom apetite :)

segunda-feira, 3 de setembro de 2012

Na Hora ... Creme de Sementes

Foi um fim-de-semana com muita coisa para fazer e com pouco tempo para isso. Sexta-feira foi dia de conhecer o mais novo membro da família, a prima Serena que chegou num parto em água super natural e já com vontade de seguir a carreira de nadadora :)
Como a Serena mora no lado norte da ponte 25 de Abril tivemos que fazer tempo pois filas não obrigada!
Então aproveitámos para ver as novidades do IKEA sem poder "tocar em nada" mas para ter mais ideias e sonhar ainda mais alto com o futuro do nosso lar ... De seguida aproveitámos para comprar os morangos para a sobremesa da sobrinha aniversariante Beatriz. Lá voltámos para a margem sul e sem lugares para estacionar em casa, pois estamos em festa em Corroios :P
Sábado foi dia de aniversário, então de manhã foi fazer o Tiramisú de Morango para a festinha e de seguida PARTY!
Domingo claro está Family Lunch, a Vóvó que é uma querida ofereceu à neta uma panela de cozer a vapor, tudo para a netaqueéviradaparaovegetarianismo poder aproveitar todas as vitaminas e nutrientes do legumes :D. Então no menu tínhamos como entrada um paté de requeijão, alho e cebolinho, no prato principal Robalos na Grelha com Legumes cozidos a vapor regados com vinagrette de alho e para sobremesa o princeso fez uma mousse de Lima (que ele um dia irá postar por aqui ... espero), deliciosa hihihihihi.


Nunca tinha trabalhado com uma panela de vapor portanto, foi com espanto que vi que no final da cozedura tinha um caldo delicioso no reservatório que não quis desperdiçar, daí a sopinha de hoje fazer todo o sentido.

Para fazer o "Creme de Sementes" precisa de:

- Azeite | 2 colheres de sopa de azeite
- Cebola | 1 cebola grande cortada em pedaços grandes
- Alho | 2 dentes de alho esmagados
- Gengibre | 1 pedaço de gengibre laminado
- Sementes de Coentros | 1 colher de chá de sementes de coentros
- Sementes de Cominhos | 1 colher de chá de sementes de cominhos
- Erva Doce | 1 colher de chá de erva doce
- Açafrão da Índia | 1 colher de chá de açafrão da Índia
- Caldo de legumes | 1 chávena de caldo de legumes
- Batatas | 3 batatas pequenas cortadas em cubos
- Courgette | 1 courgette média cortada em cubos
- Couve-Flor | 1 bouquet pequeno de couve-flor cortada em pedaços
- Água | 1,5l de água quente
- Sal e Pimenta q.b.

Num tacho alto coloque a aquecer o azeite e refogue a cebola, o alho e o gengibre. Quando a cebola estiver transparente junte as especiarias, as sementes de coentros, as sementes de cominhos, a erva doce e o açafrão da índia, deixe apurar os sabores e coloque o caldo de legumes, deixe os sabores se conjugarem e pode adicionar os legumes para cozer, a batata, a courgette e a couve-flor, junte a água quente e deixe cozer por mais ou menos 20 minutos, desligue o lume e triture o caldo com uma varinha mágica. Volte a colocar ao lume, tempere com sal e pimenta e deixe o sabor apurar. Prove para saber que está bom de sal e pode desligar.

Bom Apetite!

segunda-feira, 27 de agosto de 2012

Piquenique #2

Há alturas em que a vida nos pode afastar um pouco uns dos outros, por diversos motivos que nos são alheios a todos, outras vezes é a impossibilidade de presença, mas quando o mundo conspira para que momentos como estes sejam possíveis, não há hipótese ... tenho que agradecer por vos puder ver a "CRESCER" ... a todos os níveis :)


Sobre as toalhas estendidas no chão, existiu uma enorme diversidade de coisas boas, mas tenho que dizer que adorei a Quiche de Tomates Caramelizados com Salmão Fumado que a tia Kat fez me soube MUITO bem :) (um dia reproduzo para mim e para vocês)
Aqui a esquesitaquenãocomecarne levou um Gaspacho, uns Rissóis de Atum confeccionados no forno, uma Salada de Tomate e Pepino com Vinagrete de Mel e Mostarda, uns Muffins de Laranja com Noz e Sementes de Papoila, e umas Uvas fresquinhas. Claro está que gostei de tudo, mas achei que a opção de colocar os rissóis no forno e não fritá-los como costume os fez ficar mais secos, mas muito mais saudáveis hihihihihi.


sexta-feira, 24 de agosto de 2012

Espinafre como Ingrediente Secreto

Bom, começa a tornar-se hábito recriar as receitas do Chef Henrique Sá Pessoa, no seu programa de culinária da RTP2 Ingrediente Secreto. O espinafre não foi excepção pois fiquei com água na boca neste domingo que passou, quando ele começa a fazer esta receita que passo a descrever.
O espinafre é um dos meus legumes preferidos e para além disso está cheio de coisas boas que só nos fazem bem, como o ferro e as vitaminas C e E.

Para fazer os "Rolinhos de Espinafre" pode ver aqui ou seguir a receita a baixo:

- Azeite | o suficiente para fazer um refogado
- Margarina | 3 nozinhas de margarina + um pouco para a massa
- Cebola | 1 cebola média picada (o chef usou 2 chalotas)
Abóbora | 200gr de abóbora cortada aos cubos
- Espinafre | 400gr de espinafre lavado
- Requeijão | 100gr de requeijão desfeito com um garfo ou à mão
- Massa Filo | 1 pacote de massa filo
- Sal e Pimenta q.b.

Num tacho coloque o azeite e as nozes de margarina a derreter, de seguida junte a cebola picada e deixe refogar por uns poucos minutos, adicione a abóbora e tempere com sal e pimenta, deixe cozer por uns minutos até se desfazer.
Coloque os espinafres e junte mais um pouco de azeite, sal e pimenta. Deixe o espinafre esmorecer e cozinhar por breves momentos misturando tudo. Retire do lume e com um passador deixe escorrer toda a água que os espinafres ou a abóbora possam ter, esprema com um garfo para que saia mesmo toda. Misture este preparado com o requeijão e reserve.
Pré-aqueça o forno a 180º.
Para preparar a massa filo derreta  um pouco de margarina para poder pincelar na massa. Entretanto aproveite e pincele também o tabuleiro que vai usar para colocar os rolos.
Estenda uma folha de massa e pincele com a margarina e coloque por cima outra folha e pincele de novo, disponha na massa um pouco do recheio deixando espaço para o fechar dos lados. Dobre a massa em rolo selando todos os cantos e pincele de novo por cima colocando-o no tabuleiro, faça uns cortes na parte de cima do rolo para ajudar o processo de cozedura, repita de novo para mais um rolo ou mais se tiver recheio para isso.
Leve ao forno por mais ou menos 10 minutos. Sirva com uma salada da sua preferência, eu fiz uma salada de alface com maçã :)

Delicioso ***

quinta-feira, 23 de agosto de 2012

Jardim em Casa


Sempre que podemos alargamos o nosso "grande" pequeno jardim de casa, gosto do cheiro, do ambiente e principalmente de ter as ervas aromáticas à mão de cozinhar ;)
O princeso toma a sua horta muito a serio, tem a crescer na varanda desde tomates cereja, manjericão, salsa, coentros, cebolinha, morangos, etc ...
Eu tenho o controlo das que estão dentro de casa o alecrim, a hortelã laranja, estragão, cebolinho, tomilho, oregãos e salva.
Mas digo que não é tarefa fácil :)

quarta-feira, 22 de agosto de 2012

Tofu à Pizzaiola

À uns anos atrás ia muito a um restaurante Italiano cujo cozinheiro é mesmo de Itália e por assim dizer as suas receitas também ... Comecei por adorar a sua Lasanha e portanto era o prato que pedia sempre sem excepção, até um dia que disse: epá tenho que mudar e experimentar outra coisa deste menu tão apetitoso, então para deixar um pouco de lado a pasta, decidi experimentar um prato de frango chamado Bife à Pizzaiola e passou a ser o meu favorito, sempre que lá ia variava entre a lasanha e o bife à pizzaiola.
Em casa tentei recriar a receita e apesar de não ser bem igual, não deixou de ficar saborosa. Depois deixei de comer carne e agora faço com Tofu ... 

Para fazer o "Tofu à Pizzaiola" precisa de:

- Tofu | 4 fatias de tofu temperadas com sal e pimenta
- Azeite | o suficiente para refogar a cebola e os alhos
- Cebola | 1 cebola picada
- Alho | 2 dentes de alho picado
- Louro | 1 folha de louro
- Tomate | 1 lata pequena de tomate pelado
- Açúcar | 1 colher de chá de açúcar
- Manjericão | um molho de manjericão picado
- Vinho Branco | 1/2 chávena de vinho branco
- Água | 1/2 chávena de água
- Sal e Pimenta q.b.
- Mozzarella | 1 pacote de mozzarella ralada
- Oregãos para polvilhar

Tempere os bifes de tofu e reserve.
Num tacho coloque o azeite a aquecer e refogue a cebola e o alho com a folha de louro, de seguida coloque o tomate no tacho esmagando-o com a mão e junte um pouco do molho existente na lata assim como o açúcar, misture bem e coloque o manjericão picado. Tempere com sal e pimenta e deixe cozinhar uns minutos, adicione o vinho e a água e espere até levantar fervura. Deixe cozinhar até o molho reduzir um pouco. Quando estiver no ponto desejado desligue o lume, retire a folha de louro e triture tudo com a varinha mágica. Prove de tempero e se achar que deve rectificar coloque mais um pouco no lume e rectifique.
Ligue o forno a 180º.
Numa frigideira junte um fio de azeite e coloque os bifes de tofu a grelhar em ambos os lados e deixe-os ficar dourados. Num pirex grande ou em dois pequenos, coloque um pouco de molho de tomate, seguido dos bifes, queijo mozzarella e o restante molho de tomate por cima, no final coloque mais queijo e polvilhe com oregãos, leve ao forno por mais ou menos 25 minutos, ou até ficar gratinado.
Eu servi com batata palha e pão caseiro com semente de linhaça.

Bon Apetite!!!

quarta-feira, 15 de agosto de 2012

Beijo na Julia

Sim também nós aqui no Living2Cook gostamos de Julia Child e claro está que já vi o filme Julie & Julia onde retrata a sua vida e a de uma blogger, eu adorei o filme e vocês?


Clafoutis de Physalis

"Trata-se de uma planta arbustiva com folhas aveludadas e triangulares, que pode chegar aos dois metros de altura a qual é nativa das regiões temperadas tropicais.
As frutas são delicadas pequenas e redondas e de sabor delicado e deliciosamente ácido, com a parte comestível protegida por uma delicada folha seca em formato de balão, assemelhada ao papel de arroz.
A physalis pode comer-se ao natural, contudo existe quem as prefira recobertas com uma camada de chocolate, em fascinante contraste de cores e sabores, estando já a tornar-se hábito o seu consumo nas mesas requintadas do país, no fim das refeições, em parceria com o café.
O nome, a aparência e o preço, fazem da Physalis uma planta considerada exótica, mas que na realidade não o é, pois é "filha" brasileira, possui "irmãs" na América, Europa e Ásia  dividindo-se em cerca de oito variedades."

Foi praticamente sempre com este texto que me deparei, na procura deste fruto de  nome e aspecto exótico. Finalmente me decidi a experimentar uma receita com eles, e como também nunca tinha feito Clafoutis, achei que seria uma boa dupla experiência.

"Clafoutis é uma sobremesa francesa com cerejas pretas dispostas num prato com manteiga e coberta com uma massa espessa tipo custarda, no final é polvilhado com açúcar em pó e servido morno.
O clafoutis é originário de uma região francesa chamada Limousin, enquanto as cerejas pretas são a fruta tradicional, existem numerosas outras variações, utilizando frutas como ameixas, maçãs, mirtilos ou amoras."

Para fazer um "Clafoutis de Physalis" precisa de:

- Ovos | 4 ovos
- Açúcar | 3 colheres de sopa de açúcar
Extracto de Baunilha | 1 colher de sopa de extracto de baunilha
- Sal | 1 pitada de sal
- Farinha | 5 colheres de sopa de farinha
- Leite | 300ml de leite
- Creme de Soja | 100ml de creme de soja
- Margarinha para untar a forma
- Physalis a gosto
- Açúcar em Pó para polvilhar

Pré-aquecer o forno a 200º e untar a forma com a margarina.
Numa taça misturar os ovos com o açúcar e bater até ficar um creme, junte o extracto de baunilha e o sal e volte a misturar. De seguida adicione a farinha, o leite e o creme de soja, volte a misturar tudo muito bem.
Deite a mistura na forma e disponha a fruta a seu gosto, leve ao forno por +- 30 minutos ou até ficar douradinho. Polvilhe com açúcar em pó e sirva.

Gostoso :)

segunda-feira, 13 de agosto de 2012

Bhajji

Bhajji são uma espécie de pastéis de cebola originários da Índia, é usualmente feito como acompanhamento ou como aperitivo, eu sendo eu, claro está que fiz uma refeição com eles hihihihi ... ficam muito bons e é super rápido !!!

Para fazer estes deliciosos "Bhajji" precisa de:

- Cebolas | 3 cebolas grandes fatiadas em rodelas grossas
- Leite | 1/4 chávena de leite
- Farinha | 1/2 chávena de farinha
- Coentros em pó | 1 colher de chá de coentros em pó
- Cominhos em pó | 1 colher de chá de cominhos em pó
- Piri-Piri | 1 ou 2 vagens de piri-piri seco desfeito (se não gosta de comida hot, deve passar esta fase à frente ;)
- Ovos | 3 ovos batidos
- Sal e Pimenta q.b.
- Óleo Vegetal | o suficiente para fritar os Bhajji
- Cebolinho | 5 vagens de cebolinho fresco picado

Depois de cortar as cebolas e preparar a frigideira para fritar os Bhajji pode começar a fazer a polme e para isso é só juntar aos ovos mexidos o sal, a pimenta, os coentros, os cominhos e o piri-piri, de seguida adicione o leite e a farinha, misture tudo muito bem com uma vara de arames e é só juntar as cebolas. Frite os Bhajji somente quando o óleo estiver aquecido o suficiente para eles não ficarem ensopados de óleo.
Pronto a comer, eu acompanhei com uma salada verde para refrescar a refeição.

अच्छा भूख ou seja Bom Apetite :D

quarta-feira, 8 de agosto de 2012

Fish & Chips

Nos últimos dias, os Jogos Olímpicos são a programação do dia, e nós gostando de assistir  e ver quem ganha, claro está que seguimos os desportos que mais admiramos e nos identificamos. Adoro ver a ginástica artística, os saltos de prancha, a natação em geral e claro está o atletismo, este domingo passado vibrámos com as nossas portuguesas na maratona, mas devo dizer que estou um pouco descontente com a organização dos jogos olímpicos deste ano, pois não fizeram com que a corrida acabasse como devia ser, ou seja no estádio olímpico, antes pelo contrário acabou no meio da cidade ... e nós que gostamos tanto de assistir à última volta pelo estádio ... enfim!

Mas continuando, estamos em modo olímpico e por eles serem em Londres nada mais certo que recriar um dos pratos típicos da cidade ... Fish & Chips :)

Para fazer o "Fish & Chips" precisa de (adaptado de uma receita do Jamie Oliver):

- Filetes de Peixe | eu usei filetes de pescada sem pele e espinhas previamente temperado com sal, pimenta, sumo e raspa de limão
- Batatas | 5 batatas médias/grandes descascadas e fatiadas grosseiramente
- Alho | meia cabeça de alho com casca e esmagada
- Azeite q.b.
- Sal e Pimenta q.b.
- Farinha | o suficiente para passar os filetes
- Ovos | 1 ovo batido
- Pão Raladoo suficiente para passar os filetes com ervas e parmesão misturado
- Limão | 1 limão fatiado

Pré-aqueça o forno a 200º.
Num tabuleiro coloque as batatas cortadas grosseiramente e junte os dentes de alho esmagados e com casca. Tempere com sal, pimenta e azeite, misture tudo muito bem e leve ao forno por mais ou menos 30 a 40 minutos ou até ficarem douradas. Vire a meio do tempo.
Quando as batatas estiverem quase prontas pode começar a fazer os filetes, eu cortei os meus em pedaços mais pequenos. Ponha ao lume uma frigideira com óleo vegetal a aquecer e passe os filetes por farinha, ovo e pão ralado, frite-os até ficarem dourados dos dois lados.
Sirva com um molho do seu agrado, neste caso fiz a sugestão do Jamie e fiz um molho tártaro com pimentos de conserva picados, alcaparras picadas, salsa picada, maionese, uma pitada de sal e umas gotas de sumo de limão, mistura-se tudo e está pronto a servir.
Acompanhei a refeição com uma prova do sumo do verão SUNLOVER, uma bebida nutricosmética que potencia e prolonga o bronzeado, se funciona não sei, mas tem um sabor agradável e não é muito doce (o que me agrada).

Enjoy ...

terça-feira, 7 de agosto de 2012

Morango como Ingrediente Secreto

Gosto muito de ver o Chef Henrique Sá Pessoa no seu programa da RTP2 O Ingrediente Secreto, este Domingo primou pela elegância do ingrediente escolhido pois ... adoro morangos!!!
À já algum tempo que queria, e deveria, ter experimentado fazer o gaspacho, tanto procurei e tanto pesquisei e acabei por fazer o meu primeiro gaspacho com o fruto que mais gosto ... não faz mal pois a pesquisa funciona sempre como algo educativo ... não ficará esquecido. Mas hoje tudo apontou e funcionou, para que esta deliciosa sopa fria de origem espanhola, fosse parar à nossa mesa.
O seu sabor bastante avinagrado e textura de sumo vitaminado, deu-nos energia para recuperar da aula de yoga feita de manhazinha (o princeso ficou todo partido hihihihi)

Podem ver a receita no próprio site do programa, via Youtube ou ainda aqui já abaixo. Para fazer o "Gaspacho de Morango" precisa de:

- Morangos | 400gr de morangos partidos aos bocados, reservando uns 6 para a salada
- Cebola Roxa | 1 cebola roxa cortada em pedaços
- Pimento Vermelho | 1 pimento vermelho cortado aos pedaços
- Pepino | 1 pepino descascado, sem sementes e cortado aos pedaços
- Vinagre Balsâmico | 2 colheres de sopa de vinagre balsâmico e um pouco para a salada
- Sal | 1 pitada de sal
- Queijo fresco | 1 queijo fresco cortado em fatias
- Tomate Cereja | 6 tomates cerejas fatiados
- Manjericão Fresco | umas folhinhas picadas
- Oregãos Frescosumas folhinhas picadas
- Azeite q.b.
- Sal e Pimenta q.b.

Numa taça coloque os morangos, a cebola roxa, o pimento e o pepino, regue com o vinagre balsâmico e tempere com uma pitada de sal e leve ao frio por umas 2 horas ou mais (ideal fazer de um dia para o outro). Findo este tempo leve esta mistura ao liquidificador e triture tudo até obter um liquido homogéneo. Leve de novo ao frio por mais 1 ou duas horas.
Para empratar faça uma salada com os restantes morangos fatiados, o tomate cereja fatiado, regue com azeite e um pouco de vinagre balsâmico, tempere com sal e pimenta e junte as ervas picadas, oregãos e manjericão, misture tudo e reserve.
Corte o queijo em fatias não muito finas e tempere com sal e pimenta a gosto. Num prato coloque uma fatia de queijo fresco com uma camada da salada e assim sucessivamente até estar satisfeito com o aspecto, de seguida é juntar a sopa e está pronto. Se desejar junte um pouco mais de azeite por cima e sirva.


Ficou uma delícia :D

quinta-feira, 2 de agosto de 2012

Esplanada BA


É bom ter surpresas assim ...

ontem
ele: Um dia vou levar-te a um sítio ...
eu: Ai é? onde???
ele: Isso agora ...
eu: hahahahaha ok

passados uma ou duas horas ...
ele: Queres vir buscar-me?
eu: Mas ...
ele: Só compro o passe amanhã assim era menos uma senha.
eu: Está bem, sais a que horas?
ele: Está aqui às 18h00m. Assim levo-te a um sítio Fashion ...
eu: ... hummm...

Por volta das 18h30m estávamos-nos a sentar nesta esplanada com um ambiente super descontraído, musica lounge e uma vista destas :)
Adorei o sítio, com bom atendimento e é de recomendar o chá gelado BA.

A companhia requintada, uma surpresa desejável (há já muito tempo que dizíamos um ao outro que devíamos de ir conhecer este espaço) principalmente para quem já não saía do lar à 4 dias seguidos ... mas principalmente é bom sentir-me Amada :D